Vencendo as Trevas através da Fé e da Oração

- É isto! Todos neste Shopping Center estão debaixo de um ataque maligno! Setas que voam de dia são dardos inflamados lançados por criaturas demoníacas. Estes dardos influenciam as pessoas de forma danosa, causando-lhes transtornos e sofrimentos. Aí está o motivo de tanta irritação, confusão, perdas e desencontros! – Dizia Érica sobressaltada….

Érica fechou os olhos e respirou fundo. Logo após, deu início a sua batalha espiritual.
- Senhor Deus, em Nome de Jesus peço que envies anjos de guerra ao meu redor e ao redor de Melissa, para nos livrar e proteger deste horrível ataque maligno. Peço-te também o revestimento e a orientação do Espírito Santo sobre mim.
- Deus, em Nome do Senhor Jesus Cristo destrói toda seta de irritação, confusão, perda e desencontro, e todas as demais que por ventura tenham nos alcançado neste lugar….

Enquanto Érica travava sua batalha espiritual, unida à Cristo e guiada pelo Espírito de Deus, o demônio Perda, que estava sobre o carro tentando danificá-lo teve sua atenção capturada. Ele sentiu algo diferente no ar. Levantou suas grandes orelhas pontudas e as moveu de um lado para o outro.
- Estou sentindo algo estranho! – exclamou o ser maléfico.
De repente, Perda arregalou os olhos e deixou o queixo cair pesadamente, assumindo uma expressão de horror. Ele olhava para Érica dentro do carro.
- Ei! Conheço aquele jeito de falar e gesticular. Aquela humana está orando. Está se valendo do Nome daquele que venceu! – Disse o demônio apavorado. Aiii! Tenho que sair rápido daqui! Disse Perda apavorado.
Nisso, quatro seres alados, com aparência humana e vestes brancas e reluzentes, entraram voando em direção ao veículo de Érica. Outros quatro voaram na direção em que se encontrava Melissa. Eram anjos de guerra, enviados por Deus para prover socorro aquela mulher e sua filha.
O anjo que acompanhava Érica se aproximou de Perda com sua grande espada empunhada. Agora, ele poderia agir, pois, havia oração. Seu campo de ação ficara mais amplo. Perda, o demônio, logo percebeu isto. Viu que o seu trabalho estava perdido. Pulou do capô do carro de Érica e saiu correndo guinchando. Corria agachado e se apoiando sobre os membros superiores, tal qual fazem os gorilas. Atravessava tudo que via pela frente, pilastras… veículos… elevadores…, sempre apavorado e olhando para trás. Enfim, desapareceu sem deixar vestígios, com exceção de um rastro de fumaça esverdeada e de odor fétido.
Érica continuava a batalhar…

Para ler o texto completo e dar continuidade a leitura adquira o e-book “ATAQUE AO SHOPPING: DARDOS INFLAMADOS DO MALIGNO”, à venda na www.amazon.com.br ou diretamente através do link: http://www.amazon.com.br/Ataque-Shopping-Dardos-inflamados-Maligno-ebook/dp/B00Z7OABR6/ref=sr_1_8?

Loading